Meu MICRO MOTOR está com problema, e agora?

Como identificar problemas comuns no micro motor

Meu MICRO MOTOR está com problema, e agora?

Os micro motores são equipamentos essenciais para a Podologia. Não consigo imaginar a profissão sem te-los em praticamente 95% dos procedimentos. Apesar deles não serem necessariamente o material necessário para fins específicos, sempre é utilizado para um processo de acabamento para um procedimento perfeito.

Apesar da garantia ser de 6 meses na maioria dos casos, não é incomum ele durar anos, até mais de uma década. Tudo depende de alguns fatores, sendo o que mais se destaca é a manutenção preventiva.

O ideal é que tenha-se um de reserva, afinal, 2 dias que eles fiquem na assistência técnica, já seria possível adquirir um novo equipamento (caso se cobre o valor correto). Normalmente os equipamentos ficam 7 dias da entrada (na assistência) até a devolução ao cliente.

Na maioria das vezes, quando ele da problema, pega muita gente desprevenida.

E agora, meu MICRO MOTOR está com problemas, o que faço?

Bom, essas dicas a seguir, não vão fazer seu motor funcionar melhor, mas podem fazer com que não gaste dinheiro a toa. 

Primeiro para entender alguns detalhes, vamos separar o motor em 4 peças:

A caixa controladora (de velocidade), o Cabo de conexão, o Bulbo e a Peça Reta.

Vou falar de cada uma delas separadamente para ficar mais fácil entender o que pode acontecer nos casos mais comuns de problemas.

Vamos começar com....

Caixa de Velocidade:

Caixa de Velocidade Micro motor LB 100 BeltecMuitas vezes ela é confundida como sendo o motor, mas se parar para pensar, como ela manteria uma velocidade de rotação através de um cabo tão fino? 

A caixa de velocidade, é apenas isso mesmo. Ela é composta de peças e circuitos que fazem a conversão da energia em informação que é enviada para o motor (o Bulbo). As caixas mais recentes, possuem um sistema de conversão de voltagem automático feito por circuitos, as antigas tinham um transformador que é excessivamente mais pesado. 

Dessa forma, o peso da caixa de velocidade influencia pouco em o motor (Bulbo) ser mais forte ou mais fraco.

Quais os problemas mais comuns da Caixa de Velocidade?

Apesar de ser uma peça com raríssimas ocorrência de problemas, a maioria foi causado por queda durante uma limpeza, manutenção ou transporte. Nesses casos, pode soltar as peças internas e o motor parar de funcionar. Entretanto, pode ser que ele funcione normalmente com algumas características diferente, por exemplo, ele ficar estático e na parte externa do mostrador, estar no 10.000 rpm. 

Entretanto, o problema mais comum é queimar-se o fusível (na parte de trás da peça) devido a uma descarga de energia. O fúsivel é um item muito barato e encontrado em casas de materiais elétricos, mas se ele queimar o motor para até troca-lo.

Então, as características são as seguintes:

- A luz de liga/desliga acende? Se sim, o fusível está OK e o problema é outro.
- A luz de liga/desliga acende? Se não, é possível que o fusível esteja queimado e a energia elétrica da tomada não chege até a caixa de velocidade. Tire a tampa de proteção do fusível na parte de trás (peça preta pequena com um pequeno encaixe para puxar) e veja se está queimado.


O próximo da sequencia é o...

Cabo de conexão:

Cabo Micro motor LB 100 Beltec


O cabo conector ele passa a informação da Caixa de Velocidade para o motor (Bulbo). Sua função é somente essa, mas é invariavelmente a peça que mais tem problema na podologia. Por que? Por que devido ao movimento persistente e angular, o cabo interno acaba partindo.

Então por que não fazem cabos mais forte?
Antes a questão fosse essa.

Já ouveram revestimentos do cabo de silicone, em espiral, com reforço, estendido e outros e mesmo assim o problema continuava. Mas então se percebeu que o problema não estava no cabo e sim na técnica desenvolvida baseada no tipo de lixa plana brasileira.

Caso a lixa fosse cilíndrica, muito provavelmente, os problemas com o cabo acabariam.

Então por que não se fazem lixas cilíndricas no Brasil? Por que seria muito caro e a podologia não tem costume de repassar custos para os valores de atendimento. 

Ficamos entre a Cruz e a espada, não?

Então vem a pergunta: Como saber se o problema é no cabo?

Não é fácil. Mas a característica mais comum é: Enquanto está trabalhando as vezes o motor "engasga" parecendo que tem horas que funciona bem (dependendo de como coloca o cabo, ou vira ele de determinado modo) e outras ele para. Isso acontece por que o cabo interno partiu e dependendo do angulo que o segure, as pontas que mesmo partidas estão bem próximas se encontram e ele passa a voltar a funcionar.

O texto é longo, passamos da metade, mas vale a pena (eu acho).

Nosso próximo da lista é o BULBO (que de fato é o motor)

Bulbo micro motor lb 100 beltec

É o bulbo que da força de rotação, resiste a pressão do trabalho, e cheira queimado quando o motor queima.

Quando aumenta a velocidade na caixa, o cabo passa informação para que o bulbo gire mais depressa ou mais devagar. 

Ele é a peça que mais é agredida durante todo o tempo de uso. Ele é atacado pelo esforço repetitivo, por poeira que "roda" pelo ambiente, de peças colocadas erradas no equipamento e/ou o motor ser ligado sem nenhum peça de mão, entre outros.

Como saber se o problema é no Bulbo?

Ele pode dar alguns problemas, os mais comuns são queimar e girar "em falso".

Ele costuma queimar por falta de cuidado e dificilmente devido a problemas na peça. Quais os motivos que levam o bulbo a queimar:

- Acumulo de resíduo dos lixamentos ou poeira embiente e essa sendo aspirada para dentro da peça durante seu resfriamento (sempre que é ligado)
- Queda
- Ligar o micro motor sem ter uma peça de mão (mandril, ponta diamantada, fresas e etc) presa na peça reta

E se ele girar "em falso" não é um problema da peça reta (peça de encaixe)? Pode ser e pode não ser, mas ambas tem características diferentes em girar "em falso". Quando o problema é no bulbo, a peça encaixará normal e ficará presa normal, mas em contato com um ponto de resistência, ouvirá o motor funcionando, mas a peça estará parada (fácil perceber com lixa plantar que ao olhar por baixo vera a marcação da grana ou da marca parada).




Peça reta micro motor lb 100 beltecPor fim, temos a PEÇA RETA, aquele que entre as 3 (cabo, bulbo e peça reta) é a que vai torcer para não quebra, pois apesar de ser uma peça pequena é a que tem a maior quantidade de "pecinhas" do motor inteiro.

Peça Reta, é outra peça que é muito dificil ter problema, ela só perde para a caixa de velocidade. Na maioria dos casos, o problema ocorre por queda, pois suas pinças internas que trabalham na castanha de fixação podem soltar e terá 2 problemas possíveis:

1º - A peça reta não prende, ou seja, coloca a peça de mão dentro da peça reta e ao utilizar do engate rápido, ela não segura nada (nesse caso, também vai girar em falso, mas é diferente do problema com o bulbo)

2º - A peça reta não solta, ou seja, depois que colocou uma peça de mão dentro da peça reta, mesmo que utilize do engate rápido a peça de mão continua presa.


A ideia com o texto é poder, nos casos mais comuns, identificar onde está o problema. Quando o aparelho é levado na Podomel, podemos checar peça por peça com um equipamento novo para saber onde está o problema (apesar de não consertarmos). Com essas dicas, em casos de como o micro motor LB 100 Beltec que é particionado, poderia comprar somente a peça com problema ou, se for em uma assistência técnica, pelo menos ter uma noção para saber o que tem que ser concertado para não ter que pagar mais do que o problema apresentado, assim, se ficar desconfiada(o), pode procurar uma segunda opinião.

Se quiser saber mais ou tiver alguma pergunta espefícica, ficamso a disposição para passar o que soubermos.

Não falaremos dos problemas com a bolsa personalizada, com design arrojado e super na moda, companheira inseparável do micro motor LB 100 em atendimentos a domicílio, feita com material altamente resistente,  que essa não causa de impedimento no atendimento
Bolsa Micro motor lb 100 beltec.

* Para ver descrição e valores dos produtos separados, clique nas imagens da matéria.
** Essas observações foram feitas com anos de acompanhamento do Micro Motor LB 100 Beltec. Entretanto, por similaridade, serve para a maioria dos outros micro motores como Cronos elegance, Gnatus e muitos outros.

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário

Preencha o campo abaixo com seu e-mail para receber uma nova senha
Enviar
Para alterar seu e-mail, preencha corretamente os campos abaixo e clique em enviar
Enviar
X
Agradecemos a sua compra: